É POR ISSO que as mulheres vivem mais que os homens

C'est POURQUOI les femmes vivent plus longtemps que les hommes

Você já se perguntou por que as mulheres vivem mais que os homens? Vários fatores contribuem para esse fenômeno intrigante.

Fatores hormonais, comportamentos de risco, escolhas alimentares saudáveis, expressão emocional e apoio social, e utilização de cuidados médicos, todos desempenham um papel na determinação da esperança de vida.

Neste artigo, exploraremos esses fatores em detalhes para descobrir os segredos para prolongar a vida das mulheres.

É por isso que as mulheres vivem mais que os homens. Vamos mergulhar e descobrir o que podemos aprender com essas diferenças.

Fatores hormonais

As diferenças hormonais entre os sexos são um fator importante que contribui para uma maior longevidade das mulheres em comparação com os homens.

O estrogênio, que apresenta níveis mais elevados nas mulheres, desempenha um papel crucial na manutenção da saúde dos vasos sanguíneos e na melhoria da função das células endoteliais.

Eles também ajudam a melhorar o perfil do colesterol, reduzindo o colesterol LDL e aumentando o colesterol HDL.

Além disso, as propriedades anti-inflamatórias do estrogénio reduzem a inflamação nos vasos sanguíneos, diminuindo assim o risco de doenças cardiovasculares crónicas.

Estas diferenças hormonais dão às mulheres uma vantagem na redução do risco de doenças cardiovasculares.

Comportamento arriscado

Ao adoptarem comportamentos de risco com mais frequência do que as mulheres, os homens aumentam o risco de doenças crónicas e encurtam as suas vidas.

Os homens tendem a se envolver em comportamentos como fumar, beber em excesso, usar drogas e fazer escolhas alimentares inadequadas.

Esses comportamentos podem levar à hipertensão, diabetes, obesidade e taxas mais altas de morbidade e mortalidade.

Os homens também são mais propensos a trabalhar em empregos perigosos, conduzir de forma imprudente e correr riscos nos desportos, causando acidentes e lesões.

Evitar tais comportamentos contribui para o aumento da esperança de vida das mulheres.

Escolhendo uma dieta saudável

Ao escolher alimentos saudáveis, você pode melhorar a saúde do coração, controlar o peso e aumentar o bem-estar geral.

A pesquisa mostra que as mulheres são mais propensas do que os homens a priorizar uma dieta nutritiva.

O consumo regular de frutas e vegetais e uma dieta equilibrada e rica em nutrientes estão associados a uma maior esperança de vida.

Em contrapartida, o elevado consumo de alimentos processados ​​e bebidas açucaradas está associado a uma menor esperança de vida.

Mudanças positivas na sua dieta podem ter um impacto positivo na sua longevidade e saúde.

Expressão emocional e apoio social

A expressão emocional e o apoio social são essenciais para aumentar a esperança de vida.

A tendência dos homens de reprimir as suas emoções está ligada a uma expectativa de vida mais curta.

As mulheres, por outro lado, tendem a ter redes sociais maiores e laços sociais mais fortes, o que lhes dá um apoio em que podem confiar.

Suprimir as emoções aumenta o estresse, os níveis de cortisol e a probabilidade de transtornos mentais.

Os sistemas de apoio social das mulheres e melhores mecanismos de sobrevivência contribuem para o aumento da sua esperança de vida.

Ver um médico

Faça das visitas regulares ao médico uma prioridade para aumentar sua expectativa de vida.

Os homens muitas vezes ignoram os sintomas e demoram a procurar atendimento médico, levando a consequências mais graves.

Mesmo quando vão ao médico, podem não seguir as recomendações, levando à má adesão ao tratamento.

A resistência ao uso de medicamentos na ausência de sintomas pode causar danos irreversíveis aos órgãos.

Visitas regulares, adesão a planos de tratamento e exames frequentes podem retardar o crescimento de doenças crónicas e ter um impacto significativo na longevidade e na saúde geral.